A maioria (54%) dos empresários do comércio acredita no crescimento do faturamento para o Dia dos Namorados deste ano em comparação com o mesmo período de 2007. Os comerciantes que apostam em estabilidade do faturamento representam 41% e, em queda, apenas 5%.

A expectativa positiva do varejo se iguala à do Dia das Mães e da Páscoa de 2008, revelou a Pesquisa Serasa de Perspectiva Empresarial, que ouviu mil executivos do setor do comércio de todo o País entre os dias 5 e 12 de maio.

As grandes empresas são as mais otimistas, com 75% de seus empresários esperando alta do faturamento. A seguir estão as médias (58%) e as pequenas (50%).

Celular

O celular liderará a lista de presentes neste Dia dos Namorados para 30% dos varejistas do País. Roupas e acessórios serão a preferência, na opinião de 24%.

Em terceiro lugar estão as flores, apontadas como opção por 16% dos comerciantes. De acordo com a Serasa, no ano passado, os perfumes e cosméticos ocupavam essa colocação, mas o maior endividamento do consumidor deu espaço às flores, que são mais baratas.

Na avaliação da Serasa, o maior endividamento do consumidor definiu o crescimento da preferência pelo pagamento à vista. Segundo o levantamento, 49% das vendas no Dia dos Namorados serão à vista e 51% a prazo. No ano passado, essa relação era de 47% e 53%, respectivamente. Para as vendas à vista, a maioria será em dinheiro, e, para as a prazo, em cheque pré-datado.