Confirmando o acordo efetuado em reunião, na última sexta-feira (20), os metalúrgicos da unidade da Bosch na Cidade Industrial de Curitiba (CIC) decidiram ontem, em assembleia em porta de fábrica, encerrar a greve iniciada na semana passada.

O acordo envolveu, entre outros pontos, um aumento real de 3,7% e correção dos salários pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) dos últimos 12 meses (4,13%), ambos aplicados a partir de janeiro de 2010.

Com o acordo, os funcionários da Bosch também garantiram um abono de R$ 2 mil, divididos em duas parcelas iguais, sendo a primeira já em 1º de dezembro, e a segunda no dia 1.º de fevereiro de 2010.

A decisão se deu depois de duas assembleias, uma de manhã, com os trabalhadores do primeiro turno, e outra à tarde, com os colaboradores do segundo turno.

O acordo entre a Bosch e os metalúrgicos também prevê a compensação das horas não trabalhadas durante os quatro dias de greve. Mesmo com o fim da paralisação, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba (SMC), Sérgio Butka, lembra que ainda há pontos a serem cumpridos.

“Não podemos esquecer a promessa da empresa de implantar o novo plano de cargos e salários até fevereiro. Essa bandeira, e também o vale-mercado, são prioridades dos trabalhadores boscheanos para 2010”, afirmou, em nota divulgada pelo Sindicato.