Metalúrgicos e empresas automobilísticas filiadas ao Sindicato Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Sinfavea) voltam a se reunir hoje para discutir novos reajustes salariais da categoria. A aceitação da proposta que será apresentada pelas montadoras, no entanto, só será votada amanhã, quando trabalhadores se reúnem em assembleia, segundo informações do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. A reunião do sábado terá início às 10 horas, em frente à sede da entidade, em São Bernardo do Campo.

Os sindicalistas ressaltam que, caso a proposta das montadoras não seja aceita, a categoria poderá decretar greve por tempo indeterminado. Na última reunião entre patrões e empregados, ocorrida na terça-feira, as empresas reiteraram a proposta de reposição inflacionária, que deve ficar ao redor de 4,5%. Já os sindicalistas exigiram aumento real de salários. Na manhã de hoje, os trabalhadores do turno da manhã da Autometal, da TRW e da Delga, de Diadema, pararam a produção nas fábricas para reivindicar aumento real de salário. As três empresas somam mais de 2.200 trabalhadores.