(AE) – O presidente da Associação Nacional da Previdência Privada (Anapp), Osvaldo do Nascimento, disse que ?não chega a 3%? a quantidade de planos de aposentadoria antigos cujos titulares decidiram optar pelo regime regressivo do Imposto de Renda (IR). O prazo para escolher essa nova opção terminou ontem, já que a Medida Provisória (MP) que estendia a data para realizar o pedido para janeiro de 2006 não foi aprovada pelo Senado e a tentativa de incluir a medida na ?MP do Bem? acabou fracassando em Brasília.

No regime regressivo, o IR cobrado varia de 35% a 10%, dependendo do prazo da aplicação – a alíquota cai cinco pontos percentuais a cada dois anos. Segundo Osvaldo do Nascimento, no caso dos planos novos, ?aproximadamente 15% dos pedidos? optaram pelo sistema regressivo.

No final do ano passado, o governo estabeleceu uma nova regra de tributação com o objetivo de incentivar o alongamento dos prazos das aplicações.