O governo argentino confirmou no início da noite a renúncia do ministro de Economia, Carlos Fernández. O novo ministro de Economia será o titular da Administração Nacional da Seguridade Social (Anses), Amado Boudou, segundo a Casa Rosada (sede da presidência). Os rumores sobre a renúncia de Fernández circulavam desde a derrota eleitoral do governo, no último domingo.

A presidente Cristina Kirchner também substituiu o seu chefe de gabinete, Sérgio Massa, pelo ministro de Justiça, Aníbal Fernández. A pasta da Justiça vai ser ocupada pelo titular da Aerolíneas Argentinas, Julio Alak.