A economia russa deve encolher mais que o anteriormente previsto, enquanto a inflação superará as expectativas, disse nesta quarta-feira o ministro da Economia da Rússia, Alexei Ulyukayev.

Ulyukayev afirmou a repórteres na cidade de Sochi, no sul do país, que o Produto Interno Bruto (PIB) russo encolheu 3,9% nos primeiros oito meses do ano. A economia dependente do petróleo pode terminar o ano em contração justamente de 3,9%, segundo ele, resultado pior que a estimativa anterior do Ministério da Economia, de queda de 3,0%.

Ao mesmo tempo, a inflação ao consumidor deve superar 12%, disse Ulyukayev, de acordo com a agência de notícias russa Ria. Diante desse cenário, o ministro argumentou que o banco central do país agiu corretamente ao manter a taxa de juros em 11% na semana passada, após cortar os juros cinco vezes neste ano. Ulyukayev foi vice-presidente do BC russo até 2013.

Comentando sobre a possibilidade de que o Federal Reserve, o banco central norte-americano, possa elevar os juros nesta semana, Ulyukayev disse não esperar grandes choques diante disso. “Eu acho que os mercados já precificaram em grande medida uma mudança na taxa. Se isso não for acompanhado com alguma declaração forte de que trata-se do início de uma série de medidas, não haverá grandes repercussões”, afirmou ele segundo a agência. Fonte: Dow Jones Newswires.