O Paraná receberá uma nova missão governamental e empresarial da França em fevereiro de 2007, como desdobramento da visita da comitiva paranaense à província francesa de Rhonê-Alpes, na semana passada. O anúncio feito ontem, pelo secretário da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, Jacir Bergmann II. ?Foi confirmada a vinda de representantes do setor público, da Câmara de Comércio de Lyon, além de empresários para rodadas de negócios multisetoriais?, afirmou.

Além de intensificar contratos de comércio bilateral, troca de tecnologias e consultoria na área de meio ambiente, a missão francesa espera abrir conversações para a criação de um escritório de representação da província de Rhône-Alpes no Paraná. Segundo o presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP) e vice-presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Virgílio Moreira Filho, o escritório teria sede na Fiep, em Curitiba. ?Esse espaço serviria para fortalecer parcerias e troca de informações entre as regiões?, diz Moreira Filho. ?Os investimentos, assim, ganham força e rapidez?, completa.

Missão

Liderados pelo governador Roberto Requião, 30 empresários paranaenses de 17 grupos privados nos setores de indústria, comércio e serviços participaram do Salão Internacional de Equipamentos, Tecnologias e Serviços Voltados ao Meio Ambiente, a Pollutec 2006, que terminou sexta-feira (1.º) em Lyon. Contratos de exportação do setor de madeira do Paraná e da indústria de embalagens foram alguns dos acordos já concretizados.

Atualmente, a região Rhône-Alpes é tida como um dos mais importantes pólos de excelência tecnológica da União Européia. ?Estreitar negócios com essa província é sinônimo de divisas para o Paraná?, explica o secretário Jacir Bergmann II.

No ranking entre os principais destinos das exportações paranaenses, de janeiro a outubro de 2006, a França está na oitava posição, com US$ 280 milhões. Entre os principais países vendedores de produtos ao Paraná, a França ocupou a quinta posição nos primeiros dez meses deste ano, com US$ 308 milhões.

Cooperação

Durante a Pollutec, o governador Roberto Requião e o presidente do Conselho Regional Rhône-Alpes, Jean-Jack Queyranne aprovaram um plano de ação que servirá de roteiro para futuros desdobramentos de cooperação bilateral.

A cooperação entre a região francesa e o Paraná vem se estabelecendo desde o começo do ano, quando 60 prefeitos paranaenses foram até Lyon, em abril. No mês seguinte, empresários paranaenses participaram do I Encontro de Cooperação Internacional Federativa Franco-Brasileira, realizado em Marselha. Até o fim de novembro, ocorreram outras participações de paranaenses em eventos franceses. (AEN)