A missão paranaense a Buenos Aires, programada para o período de 3 a 5 de março, será recebida por cerca de 200 empresários argentinos para estudar negócios entre o Estado e aquele país. O governador Roberto Requião e secretários de Estado integram a comitiva.

A integração do mercado entre os dois países promete mover milhões de dólares, a tomar por exemplo a negociação já iniciada pela empresa SasCar de São José dos Pinhais, que deve render, em exportação, algo em torno de US$ 1,4 milhão. A Secretaria da Indústria levará 20 empresas paranaenses a Buenos Aires para participar de rodadas de negócios com companhias portenhas. Entre os participantes da missão estão fabricantes de mobiliário hospitalar, estantes, capotas para picapes, produtos orgânicos, pavimentos, confecções, movéis, componentes para implantes odontológicos, embalagens e brinquedos educativos, além de prestadores de serviço em comércio exterior e assessoria jurídica.

Ampliação

Para o secretário do Codesul, Santiago Gallo, essa missão faz parte do programa de desenvolvimento das empresas paranaenses, proposto pela secretaria. “O objetivo é integrar cadeias produtivas e ampliar o número de empresas exportadoras”, explicou, adiantando que missões semelhantes devem ser feitas, ainda neste semestre, para o Chile, Bolívia e Uruguai.

No encontro argentino também participam os governadores das províncias de Misiones e Córdoba. A missão foi elaborada em parceria com a Fiep, Sebrae, Cexpar, Citpar e Faciap, e conta com o apoio da Embaixada Brasileira em Buenos Aires, Grupo Brasil, Camara de Comercio Argentino Brasileña e Tam Mercosul. Na semana do encontro será promovido o seminário “Regionalizando a integração: as potencialidades do Estado do Paraná”, em conjunto da secretaria e o Setor de Promoção Comercial da Embaixada do Brasil em Buenos Aires.

Osvaldo Pimentel, coordenador-geral do Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias (Fiep), ressaltou que com a recuperação de 134% dos negócios entre Paraná e Argentina entre 2002 e 2003, a expectativa é de estabelecer novos negócios e concretizar os que foram iniciados durante as missões empresariais organizadas pelo governo no ano passado, em Córdoba. Ele reforçou o exemplo da SasCar que assinará o contrato com a empresa argentina Mercory Communication na área de segurança para veículos.

A Argentina é um dos principais parceiros comerciais do Paraná. No ano passado, ocupou a quinta posição entre os países de destino das exportações do Estado, com um total de US$ 321 milhões em vendas (um crescimento de 134% sobre 2002, reflexo da grande capacidade de absorção do mercado argentino para os produtos paranaenses). As importações somaram US$ 298 milhões.