A fabricante japonesa de automóveis Mitsubishi Motors registrou um prejuízo de US$ 4,4 bilhões (R$ 10,7 bilhões) no ano fiscal de 2004, encerrado em 31 de março deste ano. Foi o segundo ano seguido da empresa no vermelho. No ano fiscal anterior, a empresa havia registrado prejuízo de US$ 1,99 bilhão (R$ 4,83 bilhões). As vendas da Mitsubishi até 31 de março deste ano totalizaram US$ 19,4 bilhões (R$ 47,1 bilhões), 16% a menos que no período fiscal anterior.

A marca sofreu no Japão com as sucessivas ocultações, por parte da empresa, de defeitos em seus automóveis, para evitar recalls. Nos EUA, a empresa enfrenta problemas com os créditos para compra de carros que não foram pagos.

Para o ano fiscal de 2005 – que irá se encerrar em março de 2006 -, a empresa prevê uma queda de US$ 593,6 milhões (R$ 1,44 bilhão) nas vendas.

O presidente da Mitsubishi, Osamu Masuko, disse, no entanto, que as vendas no Japão vêm se recuperando. Para o período fiscal de 2005, a expectativa é de vendas de 253 mil veículos, contra 227 mil do período anterior.