A Moody’s Investors Service reafirmou o rating de crédito de Portugal em Ba3 e mudou a perspectiva de “negativa” para “estável”.

Segundo a agência de classificação de risco de crédito, entre os fatores que levaram à melhora da perspectiva estão “a tendência de melhora na posição fiscal de Portugal e o compromisso do governo com a consolidação fiscal, tal como confirmado no Orçamento para 2014, recentemente apresentado”, “a melhora lenta na perspectiva econômica, tanto no curto como no médio prazo”, e “o risco reduzido de uma reestruturação de dívida, tendo em vista a melhora marcante na posição de liquidez de Portugal e seu provável acesso a apoio oficial dos credores para além do fim do programa atual, em junho de 2014”.