Motoristas do Uber de vários países, incluindo EUA, Reino Unido e Brasil, prometem fazer uma paralisação, amanhã, por melhores condições de trabalho. A greve é uma resposta ao início das negociações das ações da empresa na Bolsa de Nova York, prevista para sexta-feira. A expectativa é de que as ações sejam avaliadas entre US$ 44 e US$ 50, levando o valor da empresa para próximo de US$ 90 bilhões. No Brasil, os motoristas pedem reajustes nas tarifas e adequação de taxas, adoção de mais de medidas e proteção e segurança, além da possibilidade de aumentar os ganhos dos profissionais.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

A paralisação deve acontecer na manhã desta quarta-feira (8) e incluirá também motoristas do aplicativo Lyft, que abriu seu capital no último mês de março. Nova York, Chicago, Los Angeles e São Francisco são algumas das cidades que participarão do protesto, segundo o sindicato que reúne motoristas de táxi e aplicativos em Nova York. Profissionais de cidades do Reino Unido, como Londres, Birmingham e Glasgow, também vão aderir à paralisação, de acordo com o jornal The Independent.

+ Leia mais: Derrubada de centenas de araucárias chama a atenção na região de Curitiba

Entre as demandas anunciadas pelo sindicato estão segurança do emprego; melhores salários, com o fim do cálculo antecipado do preço das viagens; e uma regulação da tarifa, com pelo menos 80% do valor da corrida garantido aos motoristas.

Em seu pedido de abertura de capital enviado à Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos (SEC), a empresa citou a insatisfação de seus motoristas como fator de risco. Para a companhia, essa insatisfação deve aumentar, tanto pelo investimento em carros autônomos quanto pela redução nos incentivos para os parceiros. O mesmo documento mostra que, em 2018, o Uber faturou US$ 959 milhões no Brasil, ou cerca de R$ 3,8 bilhões.

+ Leia mais: Após mais de cinco anos, obras da Copa seguem inacabadas na Grande Curitiba

Reivindicações de motoristas brasileiros

No Brasil as paralisações devem ocorrem em diversos estados, em adesão ao movimento internacional. Em Curitiba não será diferente, no entanto, não há um número estimado de participantes. Na capital paranaense, os motoristas de aplicativos devem parar por 24 horas, a partir da meia noite até às 23h59 desta quarta-feira (8).

Pelas redes sociais circula uma lista com os pedidos do motoristas brasileiros. Entre as reivindicações, estão o aumento no valor cobrado por quilômetro e por minuto, aumento da taxa mínima, taxas adicionais para corridas feitas durante a madrugada, obter mais dados dos passageiros, entre outros pedidos. Confira a lista completa:

Pessoal, seguem as pautas a serem reivindicadas tanto para a 99 e Uber!

Reivindicações

1• Aumento no valor cobrado por Km e minuto

2• Aumento da taxa mínima

3• Ver o destino das viagens e a nota do passageiro.

4• Preço adicional no Km por passageiro adicional

5• Recadastro de passageiro com foto e verificação de documento

6• Parcerias com desconto para motoristas.

7• Em caso de banimento da plataforma, dar ao motorista o direito a resposta e informar o motivo pelo qual foi banido.

8• Em relação à Uber, diminuir o tempo de espera do passageiro que hoje é de cinco minutos para três minutos durante o dia e de cinco minutos para  um minuto e meio durante a madrugada, da meia noite até às 05h.

9• Taxa adicional de 25% para corridas originadas das 00h até as 05h.

10• Em caso de deslocamento do motorista até o passageiro e o passageiro cancelar a corrida, gerar taxa de cancelamento automático para custear o tempo e o combustível gasto pelo motorista.

11- Rever método de avaliação sobre os motoristas. Somos avaliados com notas baixas por usuários que só querem desconto nas próximas corridas.

12 – Acabar com a taxa reduzida

13 – Função adicionar Parada 99.

14 – Caso o passageiro não pague a viagem em dinheiro (dê calote), fazer com que ele tenha seu cadastro bloqueado até quitar essa dívida via boleto ou cartão. E então o aplicativo repassará o valor ao motorista e descontará a taxa.

Definidas as pautas, vamos pra cima pessoal!

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

 

Antiga fábrica de cerveja vai virar a ‘Cidade da Polícia’ em Curitiba