A primeira prévia do Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) de julho ficou em -0,23%, depois de a mesma prévia de junho ter subido 0,29%. A informação foi divulgada há pouco pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). A taxa anunciada hoje ficou dentro das estimativas dos analistas do mercado financeiro, que esperavam um resultado negativo entre 0,40% e 0,05%, com mediana em -0,27%.

A FGV informou ainda os resultados dos três componentes do IGP-M nesta primeira prévia de julho, que teve período de coleta de preços entre 21 e 30 de junho. O Índice de Preços no Atacado (IPA) teve queda de 0,48%, ante 0,14% na mesma prévia do mês passado. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,12%, ante uma alta de 0,07% na primeira prévia de junho. Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou alta de 0,49%, com desaceleração em relação à prévia de junho, quando foi de 1,76%.

Com o resultado da primeira prévia de julho, o IGP-M acumula queda de 1,47% no ano, e taxa de -0,47% em 12 meses.