O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, disse nesta quinta-feira em coletiva de imprensa que a instituição continua mantendo um viés de queda em relação às taxas de juros. “Não atingimos o piso das taxas de juros, podemos cortá-las mais”, afirmou.

Numa decisão inesperada, o BCE reduziu hoje sua taxa básica de juros para uma nova mínima histórica, a 0,25%, de 0,50% anteriormente. A decisão veio em meio a preocupações de que a forte baixa na inflação da zona do euro ameace a frágil recuperação econômica da região. O BCE também cortou sua taxa de juros de empréstimos marginal, a 0,75%, de 1,00%. A taxa de depósito ficou inalterada em 0,0%.

Draghi afirmou, porém, que um corte na taxa de depósito foi discutido e que a instituição está “tecnicamente pronta” para cortá-la. “Estamos prontos para considerar todas as ferramentas disponíveis”, disse, sem afirmar, no entanto, se compras de ativos são uma opção.