O ex-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, disse nesta quarta-feira que não há risco de um contágio mais amplo da crise bancária do Chipre.

Falando em uma conferência do Credit Suisse em Hong Kong, Trichet disse que a Europa está pronta para ajudar o Chipre a socorrer seus bancos. O Parlamento cipriota rejeitou na terça-feira o controverso plano de impor uma taxa sobre as poupanças dos depositantes bancários, o que deve levar as autoridades terem de desenhar novamente uma solução para a crise do sistema bancário da ilha.

Presidente honorário do Banco da França, Trichet disse que o caso do Chipre é excepcional porque os balanços dos bancos da ilha são sete vezes maiores do que o Produto Interno Bruto do país, um risco que não foi encontrado da mesma forma em outras partes da União Europeia. As informações são da Dow Jones.