O governo não vai mais conceder à iniciativa privada o trecho de cerca de 300 quilômetros da BR-381, que liga Belo Horizonte a Governador Valadares, em Minas Gerais. A informação é do ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, que deixou esta noite a reunião de cerca de quatro horas com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para tratar das obras de transporte que serão incluídas na extensão do Programa de Aceleração do Crescimento, o chamado PAC 2.

Segundo Nascimento, essa foi a principal decisão da reunião de hoje. “A duplicação desse trecho será executada pelo governo”, disse o ministro. Ele explicou que o governo decidiu não mais fazer essa concessão porque o investimento de duplicação seria muito alto, o que implicaria em pedágios pesados para os usuários.

Esse trecho da BR-381 seria leiloado juntamente com outras duas extensões rodoviárias que cruzam Minas Gerais: a BR-040, de Brasília até a divisa de Minas com o Rio de Janeiro, e a BR-116, da divisa Minas-Bahia até a divisa Minas-Rio de Janeiro. Esse leilão já vem sofrendo atrasos consecutivos em sua execução e agora perdeu um dos trechos mais movimentados e lucrativos do ponto de vista da empresa que poderia operá-lo.