Os consumidores brasileiros estiveram mais responsáveis em junho ao realizarem suas compras com o cheque como modalidade de pagamento. É o que mostra o levantamento da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), que revela uma queda de 22,6% de cheques sem fundos emitidos por pessoa física em junho de 2007 ante mesmo período do ano passado. O volume de emissões de cheque sem fundo recuou de 2,731 milhões em junho de 2006 para 2,115 milhões no mês passado. Os dados são do UseCheque da entidade.

O volume de cheques emitidos também caiu no período avaliado – da média de 5,5 por emitente em junho de 2006 para 5,2 por emitente no mesmo mês deste ano. O economista da ACSP, Emílio Alfieri, observou que esse movimento de queda se deve, em parte, ao uso de outros meios de pagamento. "Mas também como decorrência de um cuidado maior do lojista utilizando mais os serviços de proteção ao crédito da ACSP (UseCheque e SCPC) e como resultado do uso mais responsável do cheque pelo consumidor em geral", afirmou o economista, em comunicado.