As obras da usina hidrelétrica de Santo Antônio, no Rio Madeira (RO), continuam paralisadas, segundo informou hoje a assessoria de imprensa do consórcio construtor do empreendimento. A obra vem sofrendo interrupções desde o dia 17 devido a manifestações atribuídas a operários da obra. Em nota, porém, o consórcio afirma que os atos de violência e vandalismo ocorridos em um desses protestos não são de responsabilidade de seus trabalhadores.

As negociações com os representantes dos sindicatos locais continuam. Na semana passada, o diretor-superintendente do consórcio, José Bonifácio Júnior, disse à Agência Estado que os trabalhos seriam retomados ontem, depois da demissão de responsáveis pelo tumulto. Na avaliação de José Bonifácio, os tumultos decorrem de divergências entre os sindicatos de trabalhadores de Rondônia.