A TIM, Claro, Oi e Sercomtel adquiriram hoje o direito de explorar o serviço de telefonia 3G em novas localidades. Em leilão de faixas do espectro eletromagnético realizado hoje pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), as quatro companhias arremataram por R$ 237,673 milhões, 15 dos 54 lotes de faixas disponibilizadas pela agência reguladora.

No total, a TIM desembolsou R$ 109,551 milhões. A companhia levou por R$ 25,9 milhões o direito à exploração de duas faixas – de 1.730 megahertz (MHz) a 1,732 MHz, e de 1.825 MHz a 1.827,5MHz – em Municípios dos Estados do Acre, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia, Tocantins, Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal.

A TIM também adquiriu por R$ 79,371 milhões o uso de outras quatro faixas – de 1.732,5 MHz a 1.735 MHz, de 1.827,5 a 1.830 MHz, de 1.735 a 1.737,5MHz , e de 1.830 a 1.832,5MHz – em Municípios dos Estados de São Paulo, Acre, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia, Tocantins, Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal. A empresa ainda levou por R$ 4,280 milhões duas faixas – de 1.737,5 MHz a 1.740,0 MHz, e de 1.832,5 MHz a 1.835,0MHz – no Espírito Santo.

A Oi desembolsou R$ 110,597 milhões no total. A empresa levou por R$ 26,523 milhões o uso de duas faixas – de 1.737,5 MHz a 1.740 MHz, e de 1.832,5 MHz a 1.835 MHz – em Municípios dos Estados do Acre, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia, Tocantins, Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal. A companhia ainda pagou R$ 84,074 milhões por outras duas faixas – de 1.765 MHz a 1.775 MHz, e de 1.860 MhH a 1.870,0MHz – em Municípios do Acre e Rondônia, além dos Estados das regiões Centro-Oeste e Sul.

Já a Claro arrematou por R$ 14,5 milhões o uso de quatro faixas – de 824 MHz a 825 MHz, de 845 MHz a 846,5 MHz, de 869 MHz a 880 MHz, e de 890 MHz a 891,5 Mhz – em Municípios dos Estados do Amazonas, Amapá, Pará, Maranhão e Roraima. Por fim, a Sercomtel levou por R$ 3,025 milhões o uso de duas faixas – de 1.770 MHz a 1.775 MHz, e de 1.865 MHz a 1.870 MHz – em Municípios do Paraná.