A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) manteve sua projeção de demanda por petróleo de modo geral inalterada, advertindo para o enfraquecimento da demanda em virtude das previsões de desaceleração econômica nos países industrializados. Em seu relatório mensal, a Opep afirmou hoje que a demanda por petróleo em 2010 deve continuar crescendo em 1 milhão de barris ao dia. A entidade também repetiu as preocupações da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) de que a desaceleração na atividade econômica global pode ser mais profunda do que o antecipado.

Segundo o relatório da Opep, “a condição econômica presente na maior parte dos países desenvolvidos não é encorajadora”. “O fato de que alguns países da OCDE não podem mais arcar com programas de estímulo deve colocar pressão sobre suas economias no segundo semestre do ano, prejudicando a demanda por petróleo em comparação ao primeiro semestre”, afirmou.

A Opep disse que a demanda por petróleo na Europa Ocidental deverá cair em 260 mil barris ao dia no terceiro trimestre em relação ao mesmo período do ano passado e em 150 mil barris ao dia no quarto trimestre. Mas a Opep elevou marginalmente sua estimativa de demanda global por petróleo em 2010 em 10 mil barris ao dia para 85,51 milhões ao dia após revisar suas estimativas para a demanda por petróleo no primeiro semestre.

A Opep, que fornece cerca de 40% do petróleo consumido por dia no mundo, normalmente é mais pessimista que a Agência Internacional de Energia (AIE), consultoria para energia da OCDE. O relatório da AIE será divulgado amanhã. As informações são da Dow Jones.