O Paraná mantém a condição de maior produtor de grãos do País, mesmo com perda de 5 milhões de toneladas na safra de verão 2008/09. A previsão inicial era do estado colher 21,5 milhões de toneladas, mas o último boletim do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria da Agricultura , aponta para uma colheita de 16,5 milhões de toneladas.

Segundo o engenheiro agrônomo Otmar Hubner, do Deral, o Paraná deverá colher 6,07 milhões de toneladas de milho, de uma previsão inicial de 8,6 milhões de toneladas, uma redução de 29%.

A produção de soja deverá ficar em 9,9 milhões de toneladas, uma quebra de 19% em relação a expectativa de colher 12,1 milhões de toneladas .

Hubner informou que o feijão dessa primeira safra ( plantado entre agosto e dezembro do ano passado) já foi todo colhido, resultando em 377 mil toneladas, total 38% inferior as 607 mil toneladas previstas pelo Deral.