Após registrar uma queda na ocupação nas últimas semanas, a Gol Transportes Aéreos apresentou ontem uma promoção que tem por objetivo “lotar” seus aparelhos. A idéia é incentivar a compra dos dois trechos pelo passageiro. Para isso, a empresa vai destacar que o cliente “só pagará R$ 1” pela passagem de volta.

A “tarifa simbólica” só será válida para alguns trechos. Ainda hoje a empresa promete divulgar a lista das rotas e detalhar como essa estratégia será viabilizada comercialmente. Mas adiantou que o trecho da ponte aérea entre Rio e São Paulo está excluído da promoção.

Antes de decidir por uma tarifa promocional, o consumidor deve comparar os preços entre as companhias aéreas, ficando atento às diferenças entre as tarifas, aos horários dos vôos e ao número de escalas.

Mesmo em vôos de menor tarifa, há casos em que o preço da Gol é atualmente superior ao da concorrência.

Exemplo: para quem vai deixar o Estado de São Paulo e passar o Carnaval em Fortaleza (CE) no próximo dia 1.º, a tarifa do dia mais barata da Gol custa R$ 715. Na Vasp, há uma opção de pagar R$ 681.

A concorrência parece ignorar a tarifa de R$ 1 da Gol. A Varig informa que não prevê mudar suas tarifas devido ao anúncio da Gol. Diz que a Varig já oferece tarifa promocional que reduz o preço da passagem em até 80%. A companhia evitou comentários sobre a viabilidade econômica de uma tarifa de R$ 1. Já a TAM anunciou ontem uma promoção que facilita a troca de pontos por passagens internacionais no seu programa Fidelidade.

Até o próximo dia 31 de maio, os clientes do programa têm a opção de utilizar a pontuação acumulada, completando o restante do valor da passagem em dinheiro. As passagens devem ser de ida e volta e utilizadas até o término da promoção.