O ministro de Relações Exteriores, Antônio Patriota, afirmou nesta terça-feira que o Itamaraty trabalhou, intensamente, pela candidatura do embaixador brasileiro Roberto Azevêdo, eleito novo diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC). “Essa é uma vitória do Brasil e também uma vitória pessoal de Azevêdo”, afirmou.

Patriota disse que um dos aspectos mais relevantes da candidatura dele é o fato de que recebeu apoio de países de todas as partes do mundo. “A vitória é inequívoca em termos numéricos”, disse, sem revelar, no entanto, o placar da disputa. Segundo o ministro, mesmo os países que votaram no candidato mexicano, Herminio Blanco, já deixaram claro que não se opunham à formação de um consenso.