O diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Bastos, afirmou nesta terça-feira, 10, que as tarifas de pedágio nas estradas que foram concedidas à iniciativa privada podem ser “reequilibradas” depois que forem instalados os pontos de parada para caminhoneiros.

Esses pontos devem oferecer uma infraestrutura mais adequada aos trabalhadores em viagem e substituir os estacionamentos de postos de combustível. “Será formalizado isso e começará com as rodovias que foram concedidas. No prazo máximo de um ano eles estarão estabelecidos e prontos”, afirmou o diretor.

Segundo ele, em cinco anos todo o País, ao menos nas rodovias concedidas, terá pontos de parada para caminhoneiros. “Vai ter que ter um reequilíbrio da tarifa de pedágio. Nas outras rodovias está se estudando, mas em dois anos estarão com pontos de parada estabelecidos”, explicou.