O número de trabalhadores norte-americanos que entraram pela primeira vez com pedido de auxílio-desemprego subiu 10 mil na semana encerrada em 27 de junho, para 281 mil, mas ainda permanece perto da mínima histórica, de acordo com Departamento do Trabalho dos Estados Unidos. Analistas consultados pelo Wall Street Journal esperavam redução para 270 mil solicitações.

Os pedidos referentes à semana anterior, de 271 mil, não foram revisados.

Esta é a 17ª semana seguida que o número de pedidos fica abaixo de 300 mil, um sinal de que o mercado de trabalho continua estável seis anos após o fim da última recessão. Os economistas costumam considerar como saudável quando o número está abaixo de 400 mil.

A média móvel de pedidos feitos em quatro semanas – calculada para suavizar a volatilidade do dado – subiu 1.000 na semana passada, para 274.750.

O número total de norte-americanos que receberam auxílio-desemprego na semana encerrada em 20 de junho subiu 15 mil, para 2,3 milhões. Este dado específico é divulgado com uma semana de atraso. Dow Jones Newswires.