O Indicador de Falências e Recuperações, divulgado nesta quinta-feira, 6, pela Serasa Experian, mostrou que em fevereiro de 2014 foram efetuados 151 pedidos de falência em todo País, contra 100 requerimentos no mesmo mês do ano passado, o que representa um aumento de 51%.

A alta é expressiva devido à base de comparação mais baixa. Desde 2005, quando entrou em vigor a nova Lei de Falências, o mês com o menor número de requerimentos foi fevereiro do ano passado.

Dos 151 requerimentos de falência registrados em fevereiro, 77 foram feitos por micro e pequenas empresas, 31, por médias e 43, por grandes corporações. Em janeiro de 2014, o total foi de 124 pedidos. Nesta comparação, a alta registrada no mês passado foi de 21,8%.

Para os economistas da Serasa Experian, o aumento do custo financeiro para as empresas, tendo em vista as sucessivas elevações da taxa Selic, a alta do dólar e o baixo dinamismo da economia têm prejudicado a saúde financeira das empresas. Este cenário contribui para as elevações tanto nos pedidos de falências quanto nos requerimentos de recuperações judiciais neste início de ano, segundo os especialistas da instituição.