A Petrobras informou que foi assinado ontem um contrato entre a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a empresa multinacional Schlumberger para a construção de um centro de pesquisa internacional para tecnologias do pré-sal. O contrato é resultado de um acordo de cooperação tecnológica entre a Petrobras e a universidade, assinado em fevereiro deste ano, e o centro será construído no Parque Tecnológico da UFRJ, em uma área de 8 mil metros quadrados na Ilha do Fundão, zona norte do Rio.

A Schlumberger é uma multinacional fornecedora de serviços para clientes na área de petróleo e gás mundial. A estatal informou, em seu comunicado, que o acordo de cooperação tecnológica assinado pela Petrobras e a UFRJ prevê a realização de quatro projetos de pesquisa nas áreas de tecnologias eletromagnéticas para melhorias na caracterização de reservatórios profundos; tecnologias de análises de dados sísmicos; melhoria da caracterização de reservatórios; tecnologias de ressonância magnética nuclear, destinadas à caracterização de reservatórios complexos; entre outras atividades. Outros seis projetos nos parâmetros do acordo ainda estão sendo negociados. Ainda de acordo com a estatal, o acordo tem duração de três anos, podendo ser renovado por igual período. A Petrobras prevê investir cerca de US$ 10 milhões nos projetos.

A empresa observou, em seu informe, que a criação do centro faz parte da estratégia da Petrobras de estímulo à formação de um parque tecnológico de ponta em território nacional. Essa estratégia, de acordo com a empresa, abrange o desenvolvimento de três fatores: incremento da infraestrutura experimental da própria Petrobras; investimentos em universidades e institutos de pesquisa brasileiros para a construção de novos laboratórios de padrão internacional de excelência; e atração de fornecedores estratégicos da Petrobras em atividades voltadas para o desenvolvimento de tecnologia.