A Petrobras anuncia ter dado início à produção do campo de gás natural Itaú, recém-adquirido na Bolívia. A Petrobras comprou uma participação de 30% no campo da francesa Total no ano passado. O governo boliviano aprovou a transação no dia 31 de janeiro. A produção, segundo a empresa, começou no dia 2 de fevereiro, e deverá ser de 1 milhão a 1,5 milhão de metros cúbicos por dia.

A decisão da Petrobras de expandir sua presença na Bolívia provocou um leve surpresa quando o negócio foi anunciado em dezembro. A empresa perdeu algumas de suas instalações no país quando o presidente da Bolívia, Evo Morales, nacionalizou a indústria do país andino de gás natural.

A Total detém participação de 41% no campo, a BG Bolívia possui 25% e a companhia estatal de gás natural YPFB Chaco, 4%.

A Bolívia é um fornecedor essencial de gás natural para o Brasil, fornecendo 30 milhões de metros cúbicos por dia por meio de um oleoduto. Cerca de 70% do gás natural consumido em São Paulo é proveniente da Bolívia.