A Petrobras informou nesta quarta-feira (7) que já reduziu o volume de gás natural que importa da Bolívia. A estatal não precisou de quanto foi essa redução, mas informou que a diminuição não fez com que a empresa tivesse de pagar o chamado “take or pay”, cláusula pela qual a Petrobras, quando compra gás em um volume médio mensal menor do que 19 milhões de metros cúbicos por dia, é obrigada a pagar também pela parcela não importada.

Segundo a Petrobras, a redução da importação de gás boliviano foi necessária porque o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) pediu a suspensão da geração térmica (de energia) a gás na Região Sudeste.