A Petrobras registrou lucro líquido de R$ 10,985 bilhões no primeiro trimestre deste ano, uma expansão de 42,18% em relação ao mesmo período do ano passado (R$ 7,726 bilhões). A receita líquida da companhia entre janeiro e março alcançou R$ 54,8 bilhões, alta de 8,7% em igual comparação, impulsionada pelo aumento da produção e da cotação do petróleo no período.

A geração de caixa medida pelo Ebitda totalizou R$ 16,093 bilhões no trimestre, com expansão de 6,75% em relação ao mesmo intervalo de 2010 (R$ 15,076 bilhões). O resultado financeiro foi positivo em R$ 2,022 bilhões, ante resultado negativo de R$ 701 milhões no mesmo período do ano passado.

O menor crescimento do Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortizações) no trimestre é explicado pela pressão dos resultados no segmento downstream, com a manutenção dos preços de gasolina e diesel no mercado doméstico no período, a despeito da elevação dos custos da estatal, também atrelados ao preço do petróleo no mercado externo e seus derivados.