Depois das montadoras Volkswagen/Audi, Renault e Volvo concluírem as negociações com os empregados, foi fechado anteontem o acordo do Parque Industrial de Curitiba (PIC) – formado por 12 empresas fornecedoras da fábrica da Volkswagen/Audi, em São José dos Pinhais. Pelo acordo assinado entre o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba e o Sindipeças, os 1,2 mil trabalhadores do PIC receberão R$ 360 de abono no dia 20 de maio e garantia de correção salarial integral pelo INPC/IBGE, na data-base, primeiro de outubro, para quem ganha até R$ 2.170. Para os salários acima disso, haverá o acréscimo de um valor fixo.

A negociação da Campanha Salarial de Emergência demorou mais de um mês. Os trabalhadores do PIC reivindicavam reajuste salarial de 13,66%, referente à inflação acumulada de outubro de 2002 a março de 2003 pelo INPC. Assim como nas montadoras, não houve incorporação nos salários, mas o pagamento de uma parcela extra a todos os empregados, com garantia de reposição da inflação na data-base. A proposta do Sindipeças foi aprovada na terça-feira (29), em assembléia realizada na troca de turno. Instalado ao lado da planta da Volkswagen/Audi, o PIC fornece peças em tempo real para a fábrica alemã.

Os sindicalistas consideraram a negociação tranqüila, já que não houve necessidade de paralisação, como aconteceu na Renault e na Volvo na semana passada. Até o final de maio, as três montadoras e o PIC devem pagar R$ 4,079 milhões em abono para 8.174 trabalhadores. Os 1,6 mil empregados da Volvo receberão R$ 600, os 2.774 da Renault e os 2,6 mil da Volkswagen/Audi ganharão R$ 500 e os 1,2 mil do PIC terão abono de R$ 360.