O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento acaba de disponibilizar R$ 167 mil para implantação de uma Mesa de Integração no Porto de Paranaguá (PR). O convênio – assinado esta semana pelo secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo do Mapa, Márcio Portocarrero e pelos diretores presidente e vice-presidente do Consórcio do Corredor Atlântico do Mercosul, Paulo Augusto Vivacqua e Sandra Maria Ferraz Stehling, respectivamente – visa eliminar gargalos e reduzir custos do transporte de cargas, desde a origem até o porto, beneficiando toda a cadeia do agronegócio.

Segundo Sandra Stehling, a Mesa de Integração trabalhará para resolver problemas que vão das filas de caminhões que se formam nas imediações do porto a espera do momento de descarga, até o gerenciamento de toda a cadeia logística com informações on line sobre os diversos modais (rodovias, ferrovias e sistema portuário).

Definidas como um fórum permanente de resolução de problemas, desenvolvimento de oportunidades, intermediação de conflitos e fomento ao comércio, essas mesas são constituídas por representantes de empresas transportadoras, armadores, operadores portuários, aeroportos, armazenadores, ?tradings?, empresas de telecomunicações e de órgãos públicos como Receita Federal, governos estaduais e prefeituras, entre outros.

No caso específico de Paranaguá, a Mesa de Integração será coordenada por membros do Consórcio do Corredor Atlântico do Mercosul (entidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos), criado para promover projetos de desenvolvimento regional e integração de mercados, envolvendo os setores econômico, agrícola, comercial e industrial.

Sandra lembra que além dos R$ 167 mil liberados pelo Mapa, outros R$ 33 mil serão aplicados pelo Consórcio na implantação da mesa, cujos trabalhos beneficiarão agricultores, cooperativas e empresas envolvidas com a produção, armazenagem, transporte e comercialização interna e exportação de grãos, e outros produtos na região de influência do Porto de Paranaguá, que se estende, além do Paraná, aos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás.