O Porto de Santos encerrou 2009 com um movimento recorde de 83,194 milhões de toneladas, 2,6% acima da marca registrada em 2008, de acordo com nota divulgada hoje pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp).

Com a movimentação recorde de cargas, o porto paulista elevou sua participação na balança comercial brasileira para 26,37%, acima dos 24,74% apurados em 2008, de acordo com cálculo feito com base nos dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Em 2009, o porto paulista respondeu por 26,7% das exportações do País, com US$ 40,8 bilhões, também acima dos 25,2% do ano anterior. Para 2010, a expectativa da autoridade portuária é aumentar em 5,3% a movimentação de cargas sobre o total do ano passado.

Segundo a Codesp, as exportações atingiram 59,334 milhões de toneladas, 11,6% acima dos embarques efetuados em 2008. Entre as principais cargas exportadas, houve acréscimo nos embarques de açúcar (30%), o farelo de laranja (68,1%), óleos de origem vegetal (17,9%), farelo de soja (16%), café (14,5%), milho (8,7%) e soja em grãos (3,1%), óleo combustível (85,6%), gasolina (27,1%), óleo diesel e gasóleo (26,7%).

O porto apontou retração nos embarques de sucos (-30,8%), de álcool (-30,7%) e de carnes (-22,6%). Os principais destinos foram China, com 14,4% dos embarques; Índia, com 7,1%; Países Baixos, 6,8%; e Estados Unidos, com 4,4%.

As importações tiveram retração de 14,5% em relação a 2008, totalizando 23,859 milhões de toneladas. Ainda assim, foram registrados aumento nos desembarques de gás liquefeito de petróleo (216,8%), sal (35,5%) e amônia (13,2%).

As importações de adubo recuaram 29,1% e de enxofre, -29,2%. As cargas vieram principalmente dos Estados Unidos (18%), China (14,6%), Alemanha (12%), Japão (7,8%) e Itália (3,9%). Em 2009 atracaram no Porto de Santos 5.731 navios, 0,6% a menos que em 2008 (5.763).