Os preços das importações nos Estados Unidos caíram 1,3% em junho, em comparação com maio, segundo informou hoje o Departamento de Trabalho do país. O recuo foi o segundo consecutivo e esta é a primeira vez que isso ocorre desde o começo de 2009. Economistas esperavam queda menor, de 0,4%. Em relação a junho do ano passado, os preços das importações subiram 4,5%, bem menos que a alta anual de 8,7% registrada em maio.

De acordo com o Departamento de Trabalho, o dado de maio foi revisado para mostrar queda de 0,5% em comparação com abril, em vez do declínio de 0,6% informado anteriormente. Os preços das importações de petróleo caíram 4,4% em junho ante maio, mas subiram 11,7% ante junho do ano passado. Excluindo petróleo, os preços recuaram 0,5% em relação a maio.

Na comparação entre junho e maio, os preços dos bens importados da União Europeia declinaram 0,9% – a maior queda desde dezembro de 2008. Com relação aos bens importados do Japão houve alta de 0,1%, enquanto com relação aos produtos da China houve queda de 0,3% – a maior desde janeiro. Os preços dos bens do Canadá diminuíram 0,6% – o maior declínio desde fevereiro de 2009 – e os do México cederam 0,8%. As informações são da Dow Jones.