O preço do etanol hidratado nos postos do País caiu em 12 Estados e subiu em outros 12, de acordo com dados coletados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) na semana passada. Em Roraima, Sergipe e no Distrito Federal o preço do etanol ficou estável.

Os preços nos postos caíram no Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e São Paulo. Em São Paulo, a queda foi de 2,90% na semana encerrada em 7 de maio. No período de um mês, o preço recuou 5,9% nos postos paulistas. Ainda assim, abastecer com gasolina segue vantajoso em relação ao etanol em todos os Estados brasileiros.

A maior alta do etanol hidratado na semana passada foi registrada em Rondônia, de 3,11%, seguido do Pará, com 1,12%. A maior queda foi verificada em São Paulo, de 2,90%, seguido do Rio Grande do Sul, com recuo de 2,44% e do Paraná, com baixa de 2,11%. O preço médio do etanol nos postos em São Paulo ficou em R$ 2,075 por litro, ante R$ 2,137 na semana anterior. No Paraná, o preço médio ficou em R$ 2,226 (R$ 2,274 na semana anterior).

Na média de preços nacional, a gasolina segue mais competitiva que o etanol, mas o preço do álcool está caindo, de R$ 2,325 para R$ 2,304 por litro no período analisado, de acordo com a ANP. Em relação à média do preço da gasolina no País, que foi de R$ 2,914 por litro, o preço do etanol é competitivo até R$ 2,04 por litro, o que confere maior competitividade à gasolina.

No País, o preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 1,749 por litro, no Estado de São Paulo. O preço máximo foi de R$ 3,06 por litro, no Rio Grande do Sul. Na média de preços, o menor preço médio do etanol foi de R$ 2,075 por litro, registrado em São Paulo, e o maior preço médio foi registrado no Rio Grande do Sul, a R$ 2,791 por litro.