O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Eleazar de Carvalho, afirmou hoje, em São Paulo, que a instituição está pronta para o processo de transição de governo.

?Temos um interlocutor que suprirá de informações, em termos de agenda, o próximo governo. Essa agenda são projetos de âmbito maior que exigem preocupações do novo governo, que, talvez, sejam até mais amplas do que a atuação específica do BNDES?, disse.

Segundo Carvalho, o banco preparou-se para permitir ?que a próxima administração entenda exatamente os programas, as operações em curso e quais são as prioridades de planejamento estratégico?.

Ele afirmou que, além das informações corriqueiras, do dia-a-dia e de projetos, os integrantes da equipe de transição do próximo mandato também receberão os dados das operações de crédito que envolvem sigilo bancário. Carvalho disse ainda que a estatal continuará sendo parceira do governo na viabilização dos projetos mais importantes, principalmente na criação de empregos e fomento das exportações. ?O banco saberá encaminhar os assuntos de uma maneira profissional, técnica e, com isso, contribuir para os planos de governo.? De acordo com o presidente do BNDES, deverá haver uma preocupação quanto às fontes de recursos para financiamento.

Questionado se continuará à frente do BNDES, Carvalho respondeu: ?Isso é de competência do próximo presidente.? O presidente do BNDES participou hoje do lançamento do projeto social Formare, da Fundação Iochpe, na sede da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit).