O presidente Luiz Inácio Lula da Silva convidou nesta terça-feira (25) os empresários de Cingapura para investir no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

“Convido os homens de negócios de Cingapura para apostar no nosso Programa de Aceleração do Crescimento. Estão previstos investimentos públicos e privados de grande magnitude, sobretudo no setor de infra-estrutura onde é notável a competência das empresas de Cingapura”, disse o presidente, ao discursar antes de almoço oferecido ao primeiro-ministro de Cingapura, Lee Hsien Loong.

Lula falou sobre a crise financeira mundial e voltou a defender a reformulação das instituições financeiras. Como exemplos, citou o Fundo Monetário Internacional e o Banco Mundial. “Precisamos torná-las mais transparentes e, sobretudo, mais representativas”.

O presidente afirmou que a conclusão da Rodada Doha, discutida no encontro entre líderes do G20 (grupo dos países em desenvolvimento), enviará uma “mensagem de estímulo aos agentes econômicos neste momento de turbulência e incerteza”.