O Núcleo Municipal de Defesa do Consumidor (Procon) de Londrina voltou a vistoriar agências bancárias da cidade, na última segunda-feira (dia 2), para verificar adequações e notificar possíveis irregularidades. De acordo com o coordenador do órgão, Flávio Henrique Caetano de Paula, as vistorias continuam nas próximas semanas, com o intuito de atingir a maioria das agências de Londrina.

Dentre as principais irregularidades detectadas pelo Procon nos bancos, destacam-se o excesso de tempo de espera em filas e problemas relativos aos banheiros destinados aos clientes, como ausência de placas indicativas e de adaptações para pessoas com deficiência, ou até mesmo a inexistência de banheiros. ?Identificamos que muitas agências não estão adequadas às leis municipais?, informou Caetano de Paula.

No caso da demora por atendimento, o consumidor deve estar atento às determinações que devem ser cumpridas pelos bancos. ?Em horários bancários conturbados, como em dias de pagamento e vésperas de feriados, o tempo limite de espera pode chegar a até 30 minutos; nos dias normais, o atendimento não deve ser aguardado por mais de 15 minutos?, orientou.

Os bancos que apresentaram irregularidades foram notificados pelo Procon e devem realizar as adequações necessárias em um prazo máximo de 10 dias.