A produção industrial da Grécia recuou 10% em maio, em comparação com o mesmo mês do ano passado, afirmou a Autoridade Helênica de Estatísticas (HSA, em inglês).

O declínio é um sinal de que as medidas de austeridade, introduzidas em 2010 como condição para o pacote de socorro de 110 bilhões de euros recebido pelo país, têm afetado pesadamente a atividade econômica grega.

A maior contribuição para o resultado veio da produção manufatureira que caiu 10,8% em maio, em bases anuais, enquanto a produção de eletricidade diminuiu 10,5% e o abastecimento de água, 7%. A produção de mineradoras e pedreiras recuou 1,4% em maio.

De janeiro a maio, a produção industrial da Grécia caiu 7,8%, em média, em bases anuais, segundo o órgão de estatísticas.

Os sinais da severa desaceleração da economia foram mais pronunciados no setor de construção. De acordo com dados preliminares da HSA, a atividade de construção em março de 2011, que é calculada com base no número de permissões para construção emitidas, caiu 40,4%, totalizando 2.747 permissões, em comparação com o mesmo período do ano passado. As informações são da Dow Jones.