A produção industrial subiu 0,1% em julho em relação a junho na Alemanha, informou hoje o governo do país. A alta é inferior à esperada pelos economistas, que previam um aumento de 1% no período. O resultado refletiu em grande parte a contração de 2,2% nas encomendas da indústria de manufatura, conforme dado divulgado ontem pelo governo.

A produção industrial subiu 10,9% em julho deste ano, em relação ao mesmo mês do ano passado, na série ajustada aos dias trabalhados. Em termos não ajustados, houve alta de 7,3%. A produção da indústria de manufatura ficou estável em julho, após queda mensal de 0,3% em junho.

Exportações

Em outra divulgação do dia, o Escritório Federal de Estatísticas Destatis informou que as exportações caíram 1,5% em julho, em termos sazonalmente ajustados, para 82,2 bilhões de euros, ante os 83,5 bilhões de euros em junho. O órgão também revisou em baixa seu cálculo anterior para as exportações em junho, para 83,5 bilhões de euros, ante os 86,5 bilhões estimados anteriormente. As exportações subiram 18,7% em julho em relação ao mesmo mês do ano passado. A queda de julho ante junho vou a segunda do ano.

Já as importações caíram 2,2% em julho, em termos sazonalmente ajustados, para 69,5 bilhões de euros, ante os 71,5 bilhões de euros de junho. Houve alta de 24,9% em relação a julho do ano passado.

O superávit comercial do país em julho caiu para 13,5 bilhões de euros, de 14,2 bilhões de euros em junho e de 14,3 bilhões de euros em julho de 2009. O superávit em conta corrente cedeu para 9 bilhões de euros em julho, de 12,7 bilhões de euros em junho e de 10,6 bilhões de euros em julho de 2009. Analistas esperavam um superávit em conta corrente de 11 bilhões de euros. As informações são da Dow Jones.