O Procon pesquisou, entre os dias 2 e 10 deste mês, preços de produtos para a ceia de Natal em mercados de Curitiba. “Para realizar uma boa compra destes produtos, a pesquisa de preço torna-se indispensável”, afirmou a coordenadora do Procon-PR, Ivanira Gavião Pinheiro. Ela analisou o levantamento de preços, que apontou diferenças de até 109,21%, entre os produtos pesquisados. Um exemplo é a uva passa branca sem semente, em embalagem de 200g, que custa entre R$ 2,28 e R$ 4,77.

Foram pesquisados 56 produtos tradicionalmente consumidos nesta época do ano – carnes, frutas secas, enlatados, bebidas, castanhas e nozes, panificados e frutas -, com marcas definidas ou similares de menor preço, em oito supermercados de Curitiba. O Procon alerta, no entanto, que os valores podem sofrer alterações.

Vários produtos apresentaram diferenças de custo que superam 50% entre os estabelecimentos pesquisados. Alguns dos que apresentaram maior variação foram tender chester Perdigão, de R$ 25,90 e R$ 37,99 ; nozes com casca La Violetera, de R$ 6,59 a R$ 10,98 ; uva passa branca sem semente Jandira, de R$ 2,28 a R$ 4,77; panetone Bauducco, de R$ 25,89 a R$ 37,98 e chocotone Bauducco, de R$ 9,89 a R$ 13,28.

Com essas variações, a orientação da coordenadora é que o consumidor faça previamente uma pesquisa em vários estabelecimentos e que utilize como parâmetro os dados levantados pelo Procon. Ivanira salienta ainda que a divulgação da pesquisa pode gerar maior competitividade entre os estabelecimentos, promovendo alterações nos preços dos produtos e nas ofertas em benefício do consumidor. A pesquisa completa pode ser conferida no site www.procon.pr.gov.br, no link Pesquisas, natal.

Em todas as compras, deve-se sempre exigir a nota fiscal, pois ela é a garantia da troca do produto, se ele apresentar irregularidade ou para eventual reclamação. A coordenadora enfatiza a importância de guardar o comprovante de compra por pelo menos cinco anos, pois, com isso, o consumidor evita eventuais aborrecimentos.