Os produtos típicos do verão embutem impostos médios de 45%, segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT). Para alertar os veranistas sobre o peso dos tributos nos momentos de lazer, o movimento A Sombra do Imposto fará neste sábado, início do feriado de Carnaval, uma grande mobilização no litoral do Paraná.

A ação conjunta da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) e da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias do Estado do Paraná (Fetiep) tem o objetivo de mostrar que a população tem o direito de cobrar a correta aplicação do dinheiro dos impostos, exigindo serviços públicos de qualidade, além de conscientizar que todos devem participar da busca por uma carga tributária mais justa no Brasil. A mobilização acontece a partir das 9h, na entrada do ferry boat, nos dois sentidos – tanto em Caiobá quanto em Guaratuba.

No manifesto que será distribuído, os presidentes da Fiep e Fetiep reconhecem a importância dos impostos, mas ressaltam a necessidade de uma reestruturação no sistema tributário brasileiro. Segundo os dirigentes, com menos impostos e uma carga tributária menor, a população aumentaria seu poder de consumo, a indústria teria melhores condições de investir, gerando mais emprego e renda, com benefícios para toda a sociedade.

O material também vai apresentar exemplos do impacto que a carga tributária brasileira exerce sobre diferentes produtos consumidos especialmente no verão. Levantamento do IBPT mostra, por exemplo, que os impostos correspondem a 42% do valor do protetor solar, 41% de uma cadeira de praia, 37% de um guarda-sol e 56% da cerveja.

Também serão entregues cartilhas do movimento A Sombra do Imposto, que conscientizam a população sobre a influência nociva da elevada carga tributária brasileira. Os veranistas também receberão adesivos com a frase “Trabalhamos 5 meses ao ano só para pagar impostos”, em referência ao tempo médio que o brasileiro leva para cobrir todas as despesas provenientes da cobrança direta ou indireta de tributos.