Será votado na segunda-feira (30), na Câmara de Curitiba, projeto de lei que obriga casas lotéricas a atenderem os clientes com mais agilidade. A proposta altera a lei municipal 10.283, de 2001, que obriga as agências bancárias a colocarem à disposição dos usuários pessoal suficiente no setor de caixas para que o atendimento seja efetivado em tempo razoável.

Se o projeto for aprovado, o texto da lei de 2001 passará a vigorar com a inclusão das casas lotéricas. Em dias normais, é considerado razoável para atendimento um tempo de 20 minutos.

Já em vésperas ou após feriados prolongados, o limite é de 30 minutos. Este período maior vale também para dias de pagamentos dos funcionários públicos municipais, estaduais e federais. A lei deverá entrar em vigor 30 dias após sua publicação em Diário Oficial.