O Ministério das Comunicações encaminhou para a Casa Civil da Presidência da República proposta de decreto prorrogando por 90 dias o prazo para que os usuários de telefones celulares pré-pagos se cadastrem nas operadoras. O ministro das Comunicações, Miro Teixeira, disse que as alegações apresentadas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) de que não haveria tempo para cadastrar todos os clientes foram acatadas. Inicialmente, o prazo terminaria hoje. Quem não fizer o cadastro pode ter o telefone cortado e pagar uma multa de R$ 50,00.

Clientes da Vivo celular estavam com dificuldades para entrar em contato com a operadora e transmitir os dados necessários: endereço, nome completo, RG, CPF e CNPJ em caso de empresas. A professora Liliane Dugonski conta que há dois dias tenta, sem sucesso, fazer o cadastramento de seu aparelho. Ela já perdeu a conta de quantas vezes ligou para o *9000, número divulgado pela Vivo no qual os clientes devem efetuar o cadastro. “Já tentei diversas vezes, em horários alternados, e só escuto o sinal de ocupado. Nunca consigo completar a ligação”, afirma.

Liliane está preocupada com a possibilidade de ter que pagar a multa de R$ 50,00. “O prazo para o cadastramento está vencendo e eu estou com medo de ter o celular cortado e ser multada. Se isso acontecer, vou procurar o Procon, pois a culpa não vai ser minha, mas da operadora por dificultar o acesso ao cadastramento”.

A publicitária Andreia Prieto ligou para a operadora e a única coisa que conseguiu foi ficar pendurada no telefone por alguns minutos ouvindo uma música de fundo. “Aquela música ficava tocando e nenhum operador atendia a ligação. Depois de um tempo, perdi a paciência e desliguei”, lembra. “Como pelo telefone está difícil fazer o cadastro, minha intenção é ir até uma loja da Vivo e tentar fazer pessoalmente. Deixei para a última hora porque não estava sabendo que o cadastramento era obrigatório, pois não recebi nenhum comunicado da operadora”.

Após algumas tentativas em que só conseguia ouvir sinal de ocupado, a manicure Mariana Caron conseguiu realizar o cadastramento de seu pré-pago. Entretanto, estava indignada por não ter sido avisada antes pela operadora do cadastramento. “Alguns conhecidos meus receberam mensagens no próprio celular avisando que eles deveriam efetuar o cadastro. Eu não recebi informação alguma e só fiquei sabendo do cadastramento porque meu irmão me avisou. Acho que a obrigatoriedade deveria ter sido melhor divulgada pela operadora”.

Vivo

Em nota enviada a O Estado, a Vivo informou que a espera no sistema de call center é decorrente da intensa divulgação do cadastramento feita pela mídia nestes últimos dias. Segundo a operadora, o cadastramento de clientes de linhas pré-pagas está sendo realizado há mais de dois anos, tendo sido reforçada nos últimos meses em obediência à lei 10.703, de 18 de julho deste ano. Em relação a reclamação dos clientes de que não foram avisados do cadastramento, a Vivo comunicou que “vem informando seus usuários por meio de mensagens de texto (SMS), telemensagens de alerta e mensagens gravadas quando o usuário entra em contato com o call center da operadora”.

Quem é cliente Vivo deve realizar o cadastramento do próprio celular, através do *9000, ou através do site www.vivo-prsc.com.br. Já quem é cliente Tim, deve ligar para o número 1404 ou entrar no site www.timsul.com.br. Tanto a Vivo quanto a Tim solicitaram, junto à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a prorrogação do prazo para realização do cadastramento de pré-pagos.