A situação financeira das empresas e dos consumidores passou por uma pequena melhora no mês de setembro, se olhada pelo prisma dos protestos de títulos. Houve uma queda média de 14,7%, somando-se os protestos de pessoas jurídicas e físicas, segundo levantamento da Boa Vista Serviços, administradora do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC).

Para as empresas, a queda no número de títulos protestados foi de 14,5% e no segmento de pessoa física a queda foi de 15% em relação a agosto. No acumulado do ano, até setembro, o número de títulos protestados ficou estável na comparação com o mesmo período do ano passado. O total de títulos protestados de empresas caiu 3,1% no período e o de pessoa física aumentou 5,8%.

No confronto de setembro com igual mês de 2012, os títulos protestados aumentaram 10,2% para pessoas jurídicas e 36,2% para pessoas físicas, registrando um acréscimo total médio de 19,4%. Ainda de acordo com a Boa Vista, o valor médio dos títulos protestados em setembro foi de R$ 2.473. Para pessoas físicas o valor correspondeu a R$ 1.711 e R$ 2.983 para as pessoas jurídicas.