Em 2007, o setor de mídia on-line movimentou aproximadamente R$ 500 milhões no Brasil. Cerca de 2,7% do bolo publicitário do País foi aplicado na internet. A expectativa da WEBTraffic, empresa de tecnologia de marketing on-line, é que em 2008 esse mercado acompanhe o grande crescimento das empresas virtuais. ?Estimamos um aumento de 80 a 100 por cento! Com as empresas crescendo em ritmo acelerado, o investimento em publicidade também cresce, já que são dois fatores diretamente relacionados?, afirma Conrado Soares, gerente comercial da WEBTraffic.

Para os profissionais da área de internet, ela ocupa um pedaço cada vez maior dentro dos planejamentos das campanhas.  ?Esperamos que a internet possa chegar a um share de 4,5% de toda a publicidade?, salienta. No último ano, a WEBTraffic aumentou sua receita, a carteira de clientes cresceu em quantidade e qualidade e sua capacidade para atender as demandas aumentou. Dessa forma, construiu parcerias estratégicas e renovou, como nunca, seu quadro de profissionais. Em 2008 o foco é manter o crescimento acelerado.

O crescimento na quantidade de web-consumidores e o aumento das expectativas dos mesmos gerou, em contrapartida, mais reclamações contra lojas virtuais. Para a WEBTraffic, o consumidor torna-se a cada dia mais exigente e utiliza a própria internet para reivindicar seus direitos. Hoje existem muitos blogs criados por consumidores insatisfeitos, o que força as empresas a se posicionarem de maneira mais clara quanto as suas políticas de devolução, troca de produtos, responsabilidade social e etc. O aprendizado dos novos web-consumidores, porém, deve contribuir para diminuir grande parte dos problemas, como as compras de última hora e a compra em lojas desconhecidas apenas focando a questão preço.