A queda nas vendas de combustíveis tem sido provocada pela estratégia dos consumidores de trocar a gasolina pelo etanol, que é mais barato, explicou nesta quarta-feira, 16, Isabella Nunes, gerente da Coordenação de Serviços e Comércio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “Mesmo que a quantidade seja a mesma, a receita do posto de combustíveis acaba sendo mais baixa. Por isso a queda”, detalhou.

Em julho, as vendas de combustíveis e lubrificantes caíram 0,4% em relação a junho. Na comparação com julho do ano passado, a queda foi de 3,6%, segundo o IBGE. “O que a gente vê é o consumidor se adaptando a uma nova conjuntura. Vemos agora que a venda de gasolina tem caído, enquanto o álcool cresce, pois tem preço mais baixo”, afirmou Isabella.