Gerson Klaina/O Estado
Produto deve ter novas quedas de preço, o que mostra o quanto o mercado estava desregulado.

 

Os postos curitibanos que ainda insistiam em manter o litro da gasolina comum em R$ 2,89, nesta sexta-feira, cederam pelos menos R$ 0,10 centavos com a carga recebida para o fim de semana. O movimento de baixa é fruto da resolução do governo de determinar a redução do combustível fornecido pela BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras, o que acabou derrubando os preços dos postos BR e, agora, os demais.

No Auto Posto das Bandeiras, a nova carga da Ipiranga permitiu que o litro da gasolina abandonasse os R$ 2,89 cobrados nas últimas semanas e, nesta sexta, passou a exibir R$ 2,79. “O etanol foi junto nessa redução e passou de R$ 2,09 para R$ 1,99”, comenta o caixa Marcelo Santana. Ele acredita que, a partir de agora, os combustíveis terão um movimento de queda livre. “Aposto em uma gasolina a R$ 2,39 por litro e o etanol a R$ 1,79”, acredita.

Os postos com bandeira BR, porém, que já mostravam uma tendência de queda, brindaram o consumidor com preços mais competitivos. O Auto Posto Petro Triângulo, que já havia baixado para R$ 2,79 nesta semana, com a carga que recebeu na quinta-feira (12), conseguiu deixar em R$ 2,67 o litro da gasolina comum, ou seja, R$ 0,12 a menos.

O etanol também foi o mais competitivo dos postos visitados com o valor de R$ 1,77 pelo litro. O motorista Carlos Alberto Pfitz, gostou tanto da novidade que decidiu completar o tanque. “Desse jeito fica bem melhor”, reconhece.

O Auto Posto Ahú, também BR, mexeu na quarta-feira (11) nos preços dos combustíveis. Segundo os funcionários, no fim de semana os valores devem seguir em R$ 2,69 para o litro da gasolina comum e R$ 1,79 no litro do etanol.