As despesas do governo central (Tesouro Nacional, INSS e Banco Central) cresceram em ritmo menor do que as receitas no primeiro mês do ano. Dados divulgados hoje pelo Tesouro Nacional mostram que as receitas do apresentaram crescimento de R$ 11,6 bilhões (12,7%) em relação a janeiro de 2011. Esse aumento é explicado principalmente pelo crescimento na arrecadação de impostos (aumento de R$ 4,4 bilhões), contribuições (alta de R$ 2,4 bilhões) e da cota parte de compensações financeiras (avanço de R$ 1,7 bilhão).

Já as despesas cresceram R$ 4,9 bilhões (8%) ante o mesmo mês de 2011. Os principais aumentos apontados foram de R$ 2,5 bilhões nas despesas da Previdência Social (+12,12%) e de R$ 1,8 bilhões (+7,2%) nas despesas de custeio e capital. As despesas com pessoal e encargos sociais tiveram um incremento de 3,8% em janeiro ante janeiro de 2011.