Os 11 maiores portos do Brasil terão R$ 62,6 milhões para obras de melhoria na sua infra-estrutura. Entre as medidas estão obras de dragagem, melhora no acesso rodoviário e ferroviário, construção de estacionamentos para caminhões e instalação de balanças.

No final de agosto, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Industrial, coordenado pelo ministro Luiz Fernando Furlan (Desenvolvimento), anunciou uma série de 48 medidas para acabar com problemas de infra-estrutura em cinco portos brasileiros: Santos (SP), Rio (RJ), Vitória (ES), Paranaguá (PR) e Rio Grande (RS). Agora, o Ministério dos Transportes anunciou a liberação de mais recursos que vão contemplar também os portos de Itajaí (SC), São Francisco do Sul (SC), Sepetiba (RJ), Salvador (BA), Aratu (BA) e Itaqui (MA).

Essas ações fazem parte da proposta do governo para acabar com os “gargalos” na infra-estrutura e garantir que não haja entraves ao crescimento do País nos próximos anos.

Do total de R$ 62,6 milhões, R$ 33 milhões são recursos da União e R$ 29,6 milhões da Companhia Docas, empresa vinculada ao Ministério dos Transportes. Juntos, esses 11 portos são responsáveis por 89% das exportações brasileiras.