O Condor Super Center, empresa genuinamente paranaense, cresceu 20% em 2009, quantidade acima da média nacional, já que as redes supermercadistas em geral tiveram um crescimento de 6%.

A meta da empresa é continuar neste ritmo em 2010. O faturamento do Condor no ano passado foi de R$ 80 milhões, mas a meta é chegar a R$ 2 bilhões no ano de 2014.

O sucesso da rede foi reconhecido no dia 5 de julho, quando o presidente do Condor Super Center, Pedro Joanir Zonta, recebeu o título Personalidade AECIC (Associação das Empresas da Cidade Industrial de Curitiba).

Hoje, o Condor é a 11.ª maior rede supermercadista do Brasil. Mas segundo Zonta, todos sonham longe na empresa, e mesmo com o período de crise, em 2008, o crescimento não foi afetado.

Com os novos empreendimentos, a rede pretende ficar entre as 10 maiores empresas do país. “Na época, todos os economistas diziam que o consumo iria diminuir. Mas nós apostamos e, enquanto muitas empresas tiraram o pé do acelerador, nós continuamos no mesmo ritmo, pois acreditamos na economia brasileira”, afirmou Zonta, que atendeu a reportagem de O Estado depois de receber a homenagem da AECIC.

“Essa homenagem motivou todos nós, pois foi livre de interesses, já que não foi de fornecedores do Condor. Então foi mais gratificante ainda”, comentou. O Condor vai inaugurar duas lojas novas neste ano, em Curitiba (uma no bairro Água Verde, e outra, no Cajuru).

O hipermercado de Paranaguá, no litoral, será reinaugurado (o local incendiou no mês de março desse ano). As unidades da rua Nilo Peçanha, em Curitiba, e a da cidade de Ponta Grossa, na região central do estado, também serão reinauguradas.

Zonta revelou também que já adquiriu novos terrenos no Paraná, mas não disse aonde eles estão localizados. O prêmio Personalidade AECIC 2010 foi entregue a Zonta no dia 5 de julho, no Graciosa Country Club, em Curitiba.

O presidente da AECIC, Marino Garofani, comentou que a escolha se deu porque ele é um dos empresários que mais contribuem para o crescimento econômico do Paraná.

Números

O Condor emprega cerca de 7 mil pessoas, diretamente, e atende 2 milhões de clientes por mês (cada compra é contabilizada). Em relação às dificuldades em contratar novos empregados (que ocorre na maior parte das redes supermercadistas), Zonta afirma isso também ocorre no Condor.

Segundo ele, muita gente que entrou como empacotador ou caixa, por exemplo, hoje ocupa um cargo mais importante na empresa. “Hoje temos um bom número de vagas para repor. Mas muitas pessoas, acredito que em função dos horários dos supermercados, não procuram. Por outro lado, vejo que é uma ótima oportunidade de primeiro emprego”, analisa.

Ao todo, a rede Condor conta com 29 super e hipermercados, localizadas em 11 cidades do Paraná. Zonta começou sua carreira com 22 anos de idade, com um pequeno mercado no bairro Pinheirinho, em Curitiba. Hoje os três filhos dele trabalham na empresa (um deles é o corredor Ricardo Zonta). Zonta tem seis netos.